O Radio Pela Educação está em outro endereço

O Blog do Rádio Pela Educação está em novo endereço. Acesse radiopelaeducacao.blogspot.com

CLIQUE AQUI e acesse o novo blog im

Publicado em Geral | Deixe um comentário

Fundação Itaú destaca Radio Pela Educação em site

 

Rádio pela Educação/ Divulgação

Rádio pela Educação/ Divulgação

Iniciativa: Rádio pela Educação

Pública ou Privada: 3º Setor

 Descrição: Primeiro aparelho eletrônico voltado à comunicação de massa,

o rádio se apresenta também como uma ótima ferramenta educativa. O emissor de sons é, muitas vezes, o único meio de informação de algumas populações, dado o seu baixo custo e facilidade de uso. Mesmo com a chegada da TV e da internet, o rádio não perdeu seu espaço, já que basta um par de pilhas para que o ouvinte possa escutar o que deseja.

É na década de 1970, que o papel educativo do rádio toma maior fôlego, a partir do Movimento de Educação de Base (MEB), inspirado na pedagogia popular do educador Paulo Freire. Nesse período, o número de jovens e adultos analfabetos no país era alarmante, e a escola pública ainda não era uma realidade. Assim, surge dentro de algumas alas da Igreja Católica projetos de alfabetização por meio de aulas radiofônicas. Nesse período, diversas rádios comunitárias ligadas às dioceses regionais passam a receber concessão para a criação de seus próprios programas educativos, destinados, usualmente, à população rural desses territórios.

 Em Santarém, cidade ao oeste do estado do Pará, a educação e a comunicação se encontraram na Rádio Rural de Santarém, criada por bispos locais, a partir de aulas de matemática e português ministradas por meio das ondas sonoras. O projeto durou até os anos 80, quando as condições de aprendizagem no Brasil começaram um processo de qualificação, com a organização de novos programas voltados à educação brasileira.

 Alimentados pelos projetos desenvolvidos anteriormente, em 1999, a Rádio Rural Santarém decide trabalhar novamente as ferramentas da comunicação em uma perspectiva educativa com a criação do Projeto Rádio pela Educação . Em vez de aulas, o a iniciativa trazia os estudantes para dentro do estúdio, para que eles próprios falassem sobre assuntos que permeiam o cotidiano da cidade de Santarém e, assim, tratar de temas ligados ao meio ambiente, gênero e direitos da criança e do adolescente; também passaram a divulgar as atividades de suas escolas e criaram uma rede entre as unidades escolares por meio de programas educomunicativos.

O que é a Educomunicação?

Cunhado pelo pesquisador Ismar de Oliveira Soares, da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), em 1997, o conceito de Educomunicação traz algumas pistas de como o uso dos meios, linguagens e instrumentos de comunicação podem estar presentes no espaço escolar, garantindo não só o direito universal à comunicação, mas também criando novos caminhos de diálogo e de ensino-aprendizagem. Saiba mais em nosso Glossário.

Com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, a Rádio fechou parcerias com escolas municipais da região e trouxe ao projeto estudantes para apresentar programas sobre as atividades ocorridas em seus colégios, e compartilhar leituras de textos. Assim, cada unidade escolar passou a ter um repórter.

Programa para Ouvir e Aprender

O Programa para Ouvir e Aprender é a principal ponte entre o projeto e os professores. Veiculado pela Rádio Rural de Santarém toda segunda, quarta e sextas-feiras, de manhã e à tarde, a programação apresenta, em 30 minutos, catorze sessões que tratam da realidade amazônica e trazem a voz de crianças e adolescentes, professores e lideranças comunitários das zonas urbana e rural para o debate.

Guia do professor: relacionando o conteúdo escolar aos programas de rádio

 A primeira ação do projeto foi criar um guia pedagógico aos professores que acompanhavam a programação feita pelos estudantes. A publicação é um suporte ao educador e o ajuda a relacionar o conteúdo dos programas radiofônicos ao seu plano de aula. Produzido junto às universidades federais da região, o guia de distribuição gratuita conta com a orientação de professores convidados, estudantes universitários e voluntários.

Rede Repórteres Educativos

Criada em 2004, a rede de repórteres reúne estudantes das mais diversas escolas contempladas pelo projeto, que recebem capacitação técnica para a produção de conteúdo comunicativo voltado às atividades que acontecem em suas escolas. As crianças e adolescentes participantes produzem materiais e os encaminham para a Rádio Rural, que se encarrega da veiculação. O objetivo é conhecer o ambiente escolar a partir do olhar dos próprios alunos, que contribuem para mostrar o contexto social no qual o colégio está inserido.

Núcleo de Leitores

No intuito de tornar os estudantes protagonistas de suas próprias histórias, é que nasce o Núcleo de Leitores, uma sessão do Programa para Ouvir e Aprender que reúne gravações de histórias, cartas, notícias e entrevistas com outros estudantes que não fazem parte da equipe radiofônica. Para incentivar a produção textual, algumas escolas optam em acrescentar o Correio do Aluno na grade curricular. Por meio do Correio, as produções dos estudantes podem ser encaminhadas para leitura na rádio.

Rádios internas nas escolas

Em 2008, foi iniciado o processo de implantação de rádios dentro das unidades escolares, a partir da oferta de equipamentos de som para ouvir a programação da Rádio Educação e também para criar suas próprias rádios comunitárias.

Núcleo de Radioatores

Esse núcleo é reservado para as produções lúdicas dos estudantes, que podem encaminhar suas dramaturgias radiofônicas ao programa. Foram traçadas parcerias com os grupos de teatro locais, que cria histórias e interpreta personagens a partir de temáticas educativas, principalmente as ambientais.

 Encontro do Rádio Pela Educação

De dois em dois anos, acontece o Encontro do Rádio pela Educação, que tem como intuito reunir em um mesmo espaço os participantes do projeto. Costuma trazer, em média, 150 crianças e adolescentes em oficinas de comunicação e educação, que envolvem dança, teatro, arte, vídeo, fanzine, rádio, internet, educação ambiental, ECA e educação inclusiva.

Início e duração: O projeto teve início em 1999 e existe até os dias atuais.

Local: Santarém (PA)

Responsáveis: Diocese da Igreja Católica do Município de Santarém

Envolvidos e parceiros: Secretaria Municipal de Educação, escolas públicas municipais, organizações não-governamentais (ONGs), como a Saúde Alegria e Puraquê.

Financiamento: Atualmente, o projeto recebe apoio financeiro da Fundação Itaú Social, por meio do Prêmio Itaú-Unicef, no qual foi um dos vencedores.  Em outros anos, recebeu financiamento do Criança Esperança, Fundação Banco do Brasil, Caritas, entre outros.

Principais Resultados: Nos quase 15 anos de projeto, a Rádio pela Educação já contemplou mais de 50 mil crianças e adolescentes, colaborando assim para que a voz desse público fosse ouvida por todo o município. Por meio das reportagens, estudantes chegaram até mesmo a denunciar a falta de transporte escolar.

O projeto possibilitou também a entrada de alguns participantes no mercado de trabalho ligado à comunicação, contribuindo para a criação de uma rede de jornalistas conscientes quanto à importância do território e do papel de crianças e adolescentes enquanto articuladores locais.


Contato
Site: https://radiopelaeducacao.wordpress.com/
Endereço: Avenida São Sebastião Nº 622 A  – Santa Clara – Santarém – Pará
Telefone: (93) 3523 – 1679
E-mail: radiopelaeducacao@gmail.com

Matéria publicada no site Educação Integral

Publicado em Geral | 1 Comentário

Destaques do Programa Para Ouvir e Aprender desta Quarta-Feira

Quarta-feira, 03 de abril de 2013 – O programa para ouvir e aprender é sempre uma caixinha de surpresas, por isso saiba as novidades. Neste dia, tem a participação das repórteres educativas Estela Oliveira e Lívia Freitas, da aldeia Solimões, localizada no rio Tapajós. As duas integrantes da Rede de Repórteres do projeto entrevistam as professoras Suzany e Thelma, e ainda a aluna Nilzen. O tema da conversa é uma nova disciplina chamada Notório Saber.

Ainda no programa, o coordenador de articulação e repórter do projeto, Cesar Sousa, entrevista uma turma de alunos da escola Ecila Nobre, localizada no bairro da Conquista em Santarém. Foi uma matéria superinteressante, pois os alunos se pronunciam a respeito dos dois primeiros meses de aula, num bate-papo descontraído e inteligente.

Na hora da sessão pedagógica – último quadro do programa – tem uma radionovela sobre o tráfico de animais silvestres. A produtora Socorro Carvalho foi a fundo nas pesquisas, revelando para as escolas números e leis que dizem respeito a esta prática. Mas não para por aí.

O programa aborda também acerca do Dia Mundial do Mal de Parkinson, com participação especial da repórter Aucivandra Trindade. Como se diz sempre aos ouvintes: – fique ligado e ligada, porque tem muita coisa Para Ouvir e Aprender. Sintonize a emissora no horário das 7h30min e as 14h05min. No site www.radioruraldesantarem.com. br.

Imagem

Publicado em Geral | Deixe um comentário

Projeto Rádio pela Educação fará parte do Guia de Tecnologias Educacionais

O projeto Rádio pela Educação foi pré-qualificado pelo Ministério da Educação – MEC – como tecnologia educacional que contribui para a melhoria da educação básica pública no país e agora fará parte do Guia de Tecnologias Educacionais deste ministério. Imagem

 

Inscrito no processo de Chamada Pública do MEC de 09 de dezembro de 2011, o projeto Rádio pela Educação passou por um longo processo de seleção, entre centenas de tecnologias educacionais de todo o país.

Na segunda-feira, 18 de março, foi publicado no Diário Oficial da União, a homologação dos resultados desse processo. A Diocese de Santarém ficou entre as vinte e cinco instituições selecionadas pelo MEC para pré-qualificação de sua tecnologia educacional. 

Imagem

A Chamada Pública visa o reconhecimento de tecnologias educacionais que colaborem para a ampliação da jornada escolar na perspectiva da educação integral e integrada, e da articulação da escola com seu território.

O Guia de Tecnologias Educacionais do MEC tem como finalidade disseminar processos, ferramentas e materiais de natureza pedagógica que possam auxiliar gestores e professores na decisão sobre a implantação e implementação de recursos que contribuam para a melhoria da educação básica pública.

Imagem

A tecnologia educacional pré-qualificada poderá, posteriormente, ser certificada e contratada pelo MEC, após avaliação de sua implantação e implementação em escolas públicas nas áreas urbanas e do campo. 

No período de 19 a 26 de março, as instituições que quiserem questionar o resultado desta Chamada Pública poderão entrar com recurso pedindo a revisão do processo. 

Imagem

O projeto Rádio pela Educação é uma iniciativa da Diocese de Santarém, que começou em 1999, em parceria com os municípios de Santarém e Belterra, através das secretarias de educação, com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF.

Seu principal objetivo é Contribuir com a qualidade da educação no ensino fundamental em municípios da Amazônia, a partir de processos de educomunicação, fomentados pela mídia rádio, primando pela valorização dos direitos da criança e do adolescente, pela dinamização do trabalho do professor/a e pelo desenvolvimento do senso crítico nas comunidades escolares envolvidas.

Imagem

O projeto já conquistou vários prêmios nacionais e regionais, dentre os quais destaca-se o Prêmio Nacional Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social; o Criança Esperança da TV GLOBO e UNESCO; e, mais recentemente o Prêmio Nacional e Regional Educação e Participação da Fundação Itaú Social e UNICEF.

Esta tecnologia educacional utiliza o rádio como recurso pedagógico, tendo um Guia Pedagógico do Professor como suporte dos conteúdos abordados no programa Para Ouvir e Aprender.

O Programa contempla a realidade de crianças, adolescentes, comunitários, professores, etc. É veiculado pela Rádio Rural de Santarém e ouvido nas escolas, em sala de aula, três vezes por semana. 

Imagem

O público direto são alunos e professores de 1º ao 5º ano, mas, a comunidade em geral participa do Programa. Além disso, o projeto promove a capacitação continuada de professores e alunos para implementá-lo e desenvolvê-lo até hoje.

 

 

 

Publicado em Geral | Deixe um comentário

ENCERRAM AS ATIVIDADES DO PROJETO RÁDIO PELA EDUCAÇÃO EM 2012

No dia 10 de dezembro vai ao ar o último Programa Para Ouvir e Aprender do Projeto Rádio pela Educação da temporada 2012. Através da Rádio Rural de Santarém, o Programa levou várias sessões ao ar, como: correios do aluno e do professor; entrevistas com alunos, com especialistas e também com professores, jornal informativo, papo 10, rádionovelas, reportagens especiais, sonhos de alunos e 94 sessões pedagógicas, constantes no Guia Pedagógico do Professor volume 9.

No decorrer deste ano, a equipe do Projeto visou alcançar o objetivo de colocar em prática a educomunicação. Processo este que é desenvolvido quando se procura levar a educação através de recursos da mídia, neste caso, o rádio. Com os gravadores, representação das vozes das crianças e adolescentes, sessões do programa e desempenho de todos os envolvidos, o programa volta ao ar no ano que vem. Os preparativos para a temporada 2013 já começaram.

No dia 25 de dezembro será veiculado o programa especial de Natal com uma hora de duração, no período de 7 às 8h da manhã. Será mais um grande momento Para Ouvir e Aprender.

Publicado em Geral | Deixe um comentário

Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa receberá mais R$ 600 milhões

Imagem

 

O governo federal vai investir mais R$ 600 milhões no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, lançado na semana passada pela presidenta Dilma Rousseff. Com o reajuste, serão aplicados no programa R$ 3,3 bilhões em dois anos, afirmou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em audiência na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados. A meta do programa é alfabetizar crianças com até 8 anos, ao final do terceiro ano do ensino fundamental.

A presidenta Dilma Rousseff havia anunciado no programa de rádio Café com a Presidenta, reajuste de R$ 50 nos valores que serão pagos aos 360 mil professores alfabetizadores. A partir de agora, o valor será R$ 200 para que professores participarem do curso de formação. A bolsa dos 18 mil professores orientadores foi reajustada em R$ 15 reais e ficará em R$ 765 por mês. Trinta e seis universidades públicas vão preparar cursos de 200 horas para uniformizar procedimentos educacionais em todo o país.

Para a presidenta, o programa terá impacto nos índices de desigualdade e exclusão no país. “O Alfabetização na Idade Certa vai ajudar toda criança a ter o aprendizado adequado para continuar estudando e, lá na frente, usar todas as oportunidades que encontrar para progredir na vida.”

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-11-13/pacto-nacional-pela-alfabetizacao-na-idade-certa-recebera-mais-r-600-milhoes

 

 

Publicado em Geral | Deixe um comentário

TESTE VAI AVALIAR O NÍVEL DE ALFABETIZAÇÃO

Começou dia 12 de novembro, em todo o País a segunda rodada da Prova ABC, realizada pela primeira vez em 2010. A avaliação, idealizada pela organização não governamental Todos pela Educação, pelo Instituto Paulo Montenegro, pela Fundação Cesgranrio e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), será aplicada em escolas do ensino fundamental até 23 de novembro. No Brasil, 54 mil estudantes passarão pelo teste. Os pequenos, em geral com oito anos, serão testados em habilidades de leitura, escrita e matemática, para que a ONG consiga medir o nível ideal de alfabetização. Na prova de 2010, 56% dos alunos atingiram essa meta.

Fonte: http://www.andi.org.br/infancia-e-juventude/noticia-clipping/teste-vai-avaliar-o-nivel-de-alfabetizacao

Publicado em Geral | Deixe um comentário

Leitura é um hábito que se adquire pelo exemplo, diz escritora

Imagem

 

No Dia Nacional do Livro, comemorado na última segunda-feira (29), a especialista em literatura infantil e escritora Ieda de Oliveira ressaltou que a leitura é um hábito passado essencialmente pelo exemplo. Contar historinhas para as crianças é um bom começo para despertar um leitor ávido por novas e emocionantes narrativas. “A transição entre ouvir as histórias contadas pelos pais e ler as histórias tem que ser uma busca própria da criança.” Ela disse ainda que os pais não devem restringir, entre os livros infantis, quais os que os filhos devem ou não ler. “ Deixe ele fazer a escolha dele, dentro de um contexto infantil.”

Ieda de Oliveira avalia que atualmente existem muitas opções de boa literatura infantil, que instiga o espírito crítico da criança. “Isso abre portas, influencia muito na formação do indivíduo”, ressaltou. “A literatura infantil não serve para, ensinar, empurrar informações”, acentua. “Educar é conduzir. É tratar o leitor como ser inteligente, é orientar a aprendizagem e não adestrar”, completou.

A escritora acredita que o brasileiro está lendo mais. “Não podemos assegurar que o conteúdo é bom, mas está aumentando o número de indivíduos que leem. Estamos vendo um movimento do governo de melhorar o acesso aos livros. Os meios de informação também estão tendo uma função muito importante de difundir a papel que a leitura tem na vida das pessoas.”

Além disso, a escritora vê nas redes sociais, não uma concorrente da literatura, mas uma forma de divulgação, não só da literatura como de todas as formas de artes. “Um amigo, ou amigo de amigo pública uma resenha, diz que aprecia um quadro, isso chega como um estímulo a mergulhar no mundo das artes”, disse.

Fonte: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-10-30/atualizada-leitura-e-um-habito-que-se-adquire-pelo-exemplo-diz-escritora

Arquivo: Projeto Rádio Pela Educação. 

 

 

Publicado em Geral | Deixe um comentário

Campanha combaterá turismo sexual de crianças e adolescentes na Copa

Organizações não governamentais da Europa anunciaram na última terça-feira (23), em Paris (França), que vão realizar uma campanha internacional contra o turismo sexual e a exploração de crianças e adolescentes no Brasil a partir de 2013. O objetivo da iniciativa, bancada com recursos da União Europeia, é minimizar os efeitos negativos da invasão estrangeira ao País durante três eventos: a Copa das Confederações, no próximo ano, a Copa do Mundo, em 2014, e os Jogos Olímpicos, em 2016. A campanha terá ênfase em estados menos desenvolvidos e mais suscetíveis à exploração sexual, em especial de adolescentes. O tema preocupa as ONGs, a União Europeia e o governo brasileiro.

Imagem

Combate ao crime – Associadas, as ONGs End Child Prostitution, Child Pornography and Trafficking of Children for Sexual Purposes (Ecpat France) e Fondation Selles lançarão no próximo ano a campanha “Não desvie o olhar” que será divulgada em 10 países da Europa e em quatro da África. Realizada em parceria com redes hoteleiras e companhias aéreas, a iniciativa não terá apenas foco na conscientização, mas também no combate ao crime. “O aspecto da repressão e da denúncia é novo para nós, mas é muito importante”, reconheceu Philippe Galland, coordenador de programas da Ecpat France.

Fonte: Portal ANDI

 

 

 

Publicado em Geral | Deixe um comentário

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA

Estudantes e professores vencedores da Olimpíada de Língua Portuguesa – etapa municipal – serão homenageados nesta sexta-feira (26) pela manhã, em cerimônia de premiação, na casa da cultura.

No período de março a setembro, eles participaram do processo de inscrição e desenvolvimento das produções textuais, abordando o tema “O Lugar Onde Vivo”.

50 escolas estavam representadas nesta terceira edição da Olimpíada. Uma comissão avaliadora fez a seleção das 07 melhores redações, que irão representar o município de Santarém na etapa estadual. 

As escolas premiadas são Nossa Senhora de Fátima, da comunidade Anã; Helena Lisboa de Matos; Cicero da Silva; Tereza Neuma; Terezinha de Jesus Rodrigues; Haroldo Veloso; Maria Amália Queiroz de Souza e Rodrigues dos Santos.  

A Olimpíada de Língua Portuguesa acontece de dois em dois anos, realizando um concurso de produção de textos que premia as melhores produções de alunos de escolas públicas de todo o país.

Neste ano, os estudantes escreveram textos dos gêneros artigo de opinião, crônicas, memórias e poema. O resultado da etapa nacional será divulgado no mês de dezembro.

Imagem

 

Kleiany Tavares, estudante da Escola Rodrigues dos Santos, e atuante no Núcleo de Leitores do Rádio pela Educação, teve seu artigo de opinião escolhido em primeiro lugar na categoria municipal.

Com o título “O caminho de um sonho”, defendeu a criação do Estado do Tapajós e contou como foi o processo do plebiscito na cidade e os motivos que impediram a emancipação da região do Oeste do Pará.

            Parabéns, Kleiany! Estamos torcendo para que sua Redação também alcance as Etapas Estadual e Nacional! Muito Sucesso!

Publicado em Geral | Deixe um comentário