Fundação Itaú destaca Radio Pela Educação em site

 

Rádio pela Educação/ Divulgação

Rádio pela Educação/ Divulgação

Iniciativa: Rádio pela Educação

Pública ou Privada: 3º Setor

 Descrição: Primeiro aparelho eletrônico voltado à comunicação de massa,

o rádio se apresenta também como uma ótima ferramenta educativa. O emissor de sons é, muitas vezes, o único meio de informação de algumas populações, dado o seu baixo custo e facilidade de uso. Mesmo com a chegada da TV e da internet, o rádio não perdeu seu espaço, já que basta um par de pilhas para que o ouvinte possa escutar o que deseja.

É na década de 1970, que o papel educativo do rádio toma maior fôlego, a partir do Movimento de Educação de Base (MEB), inspirado na pedagogia popular do educador Paulo Freire. Nesse período, o número de jovens e adultos analfabetos no país era alarmante, e a escola pública ainda não era uma realidade. Assim, surge dentro de algumas alas da Igreja Católica projetos de alfabetização por meio de aulas radiofônicas. Nesse período, diversas rádios comunitárias ligadas às dioceses regionais passam a receber concessão para a criação de seus próprios programas educativos, destinados, usualmente, à população rural desses territórios.

 Em Santarém, cidade ao oeste do estado do Pará, a educação e a comunicação se encontraram na Rádio Rural de Santarém, criada por bispos locais, a partir de aulas de matemática e português ministradas por meio das ondas sonoras. O projeto durou até os anos 80, quando as condições de aprendizagem no Brasil começaram um processo de qualificação, com a organização de novos programas voltados à educação brasileira.

 Alimentados pelos projetos desenvolvidos anteriormente, em 1999, a Rádio Rural Santarém decide trabalhar novamente as ferramentas da comunicação em uma perspectiva educativa com a criação do Projeto Rádio pela Educação . Em vez de aulas, o a iniciativa trazia os estudantes para dentro do estúdio, para que eles próprios falassem sobre assuntos que permeiam o cotidiano da cidade de Santarém e, assim, tratar de temas ligados ao meio ambiente, gênero e direitos da criança e do adolescente; também passaram a divulgar as atividades de suas escolas e criaram uma rede entre as unidades escolares por meio de programas educomunicativos.

O que é a Educomunicação?

Cunhado pelo pesquisador Ismar de Oliveira Soares, da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), em 1997, o conceito de Educomunicação traz algumas pistas de como o uso dos meios, linguagens e instrumentos de comunicação podem estar presentes no espaço escolar, garantindo não só o direito universal à comunicação, mas também criando novos caminhos de diálogo e de ensino-aprendizagem. Saiba mais em nosso Glossário.

Com o apoio da Secretaria Municipal de Educação, a Rádio fechou parcerias com escolas municipais da região e trouxe ao projeto estudantes para apresentar programas sobre as atividades ocorridas em seus colégios, e compartilhar leituras de textos. Assim, cada unidade escolar passou a ter um repórter.

Programa para Ouvir e Aprender

O Programa para Ouvir e Aprender é a principal ponte entre o projeto e os professores. Veiculado pela Rádio Rural de Santarém toda segunda, quarta e sextas-feiras, de manhã e à tarde, a programação apresenta, em 30 minutos, catorze sessões que tratam da realidade amazônica e trazem a voz de crianças e adolescentes, professores e lideranças comunitários das zonas urbana e rural para o debate.

Guia do professor: relacionando o conteúdo escolar aos programas de rádio

 A primeira ação do projeto foi criar um guia pedagógico aos professores que acompanhavam a programação feita pelos estudantes. A publicação é um suporte ao educador e o ajuda a relacionar o conteúdo dos programas radiofônicos ao seu plano de aula. Produzido junto às universidades federais da região, o guia de distribuição gratuita conta com a orientação de professores convidados, estudantes universitários e voluntários.

Rede Repórteres Educativos

Criada em 2004, a rede de repórteres reúne estudantes das mais diversas escolas contempladas pelo projeto, que recebem capacitação técnica para a produção de conteúdo comunicativo voltado às atividades que acontecem em suas escolas. As crianças e adolescentes participantes produzem materiais e os encaminham para a Rádio Rural, que se encarrega da veiculação. O objetivo é conhecer o ambiente escolar a partir do olhar dos próprios alunos, que contribuem para mostrar o contexto social no qual o colégio está inserido.

Núcleo de Leitores

No intuito de tornar os estudantes protagonistas de suas próprias histórias, é que nasce o Núcleo de Leitores, uma sessão do Programa para Ouvir e Aprender que reúne gravações de histórias, cartas, notícias e entrevistas com outros estudantes que não fazem parte da equipe radiofônica. Para incentivar a produção textual, algumas escolas optam em acrescentar o Correio do Aluno na grade curricular. Por meio do Correio, as produções dos estudantes podem ser encaminhadas para leitura na rádio.

Rádios internas nas escolas

Em 2008, foi iniciado o processo de implantação de rádios dentro das unidades escolares, a partir da oferta de equipamentos de som para ouvir a programação da Rádio Educação e também para criar suas próprias rádios comunitárias.

Núcleo de Radioatores

Esse núcleo é reservado para as produções lúdicas dos estudantes, que podem encaminhar suas dramaturgias radiofônicas ao programa. Foram traçadas parcerias com os grupos de teatro locais, que cria histórias e interpreta personagens a partir de temáticas educativas, principalmente as ambientais.

 Encontro do Rádio Pela Educação

De dois em dois anos, acontece o Encontro do Rádio pela Educação, que tem como intuito reunir em um mesmo espaço os participantes do projeto. Costuma trazer, em média, 150 crianças e adolescentes em oficinas de comunicação e educação, que envolvem dança, teatro, arte, vídeo, fanzine, rádio, internet, educação ambiental, ECA e educação inclusiva.

Início e duração: O projeto teve início em 1999 e existe até os dias atuais.

Local: Santarém (PA)

Responsáveis: Diocese da Igreja Católica do Município de Santarém

Envolvidos e parceiros: Secretaria Municipal de Educação, escolas públicas municipais, organizações não-governamentais (ONGs), como a Saúde Alegria e Puraquê.

Financiamento: Atualmente, o projeto recebe apoio financeiro da Fundação Itaú Social, por meio do Prêmio Itaú-Unicef, no qual foi um dos vencedores.  Em outros anos, recebeu financiamento do Criança Esperança, Fundação Banco do Brasil, Caritas, entre outros.

Principais Resultados: Nos quase 15 anos de projeto, a Rádio pela Educação já contemplou mais de 50 mil crianças e adolescentes, colaborando assim para que a voz desse público fosse ouvida por todo o município. Por meio das reportagens, estudantes chegaram até mesmo a denunciar a falta de transporte escolar.

O projeto possibilitou também a entrada de alguns participantes no mercado de trabalho ligado à comunicação, contribuindo para a criação de uma rede de jornalistas conscientes quanto à importância do território e do papel de crianças e adolescentes enquanto articuladores locais.


Contato
Site: https://radiopelaeducacao.wordpress.com/
Endereço: Avenida São Sebastião Nº 622 A  – Santa Clara – Santarém – Pará
Telefone: (93) 3523 – 1679
E-mail: radiopelaeducacao@gmail.com

Matéria publicada no site Educação Integral

Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Fundação Itaú destaca Radio Pela Educação em site

  1. Cecília disse:

    Olá, achei fantástico o projeto da Rádio pela Educação. Gostaria de saber duas coisas: o tempo de duração das oficinas que capacitam os prof. e alunos e sobre a apostilha,quantas páginas possui?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s