DANÇA DO CARIMBÓ É PATRIMÔNIO CULTURAL E ARTÍSTICO DO PARÁ

Desde o último dia 03 de dezembro a Dança do Carimbó se tornou patrimônio cultural e artístico do Pará, através da Lei 7.345 sancionada pela governadora do Estado Ana Júlia Carepa.
O objetivo da lei é preservar, conservar e proteger as formas de expressão, objetos, documentos, fantasias e músicas desta dança.
A lei também faculta apoio técnico, financeiro e cultural do Estado, por meio de seus órgãos afins, para firmar parcerias com entidades civis de direito privado, sem fins lucrativos, com celebração de convênios, contratos ou outro instrumento legal. Desta forma, o carimbó fica incluído nos calendários histórico, cultural, artístico e turístico do Pará.
Cabe ao Estado, por intermédio dos órgãos gestores da política estadual de cultura, registrar, manter e garantir os patrimônios documentais, fonográficos e audiovisuais das entidades civis de direito privado organizadas na representação da “Dança do Carimbó”.
Sensualidade – Dança de ritmo contagiante, de passos sensuais, o carimbó identifica o Pará em qualquer lugar do planeta. Predominante na região nordeste, notadamente no município de Marapanim – que sedia um festival de carimbó -, e no Arquipélago do Marajó, a música e a dança revelam os traços da colonização na Amazônia, dominada por brancos, negros e índios. Homens e mulheres dançam juntos e separados, numa cadência envolvente.
O nome se origina de dois vocábulos da língua Tupi: “curi”, que significa pau oco, e “mbó”, que quer dizer furado, resultando na palavra korimbó, que com o tempo deu origem a curimbó, a qual denomina o tambor característico do ritmo, e carimbó, que remete à dança e à música.
Tocados com as mãos, os tambores são acompanhados por reco-reco, viola, ganzá, banjo e maracás. O carimbó é tão representativo da cultura paraense que o Estado é o berço de Mestre Verequete, considerado o rei do carimbó, falecido em 3 de novembro deste ano aos 93 anos, que deixou um dos maiores legados musicais do Pará.

Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

2 respostas para DANÇA DO CARIMBÓ É PATRIMÔNIO CULTURAL E ARTÍSTICO DO PARÁ

  1. Laurita Nascimento disse:

    Temos um grupo que dança carimbó aqui em Belterra, oeste do Pará . Trabalhamos há 10 anos e ano passado, nossa homenagem foi a mestre verequete. Sou de Belém, e também me sinto valorizada quando o Carimbó é reconhecido como Patrimônio Cultural e Artístico do Pará . Nasci e me criei pelas ruas da sacramenta, dançando quadrilha e carimbó, e a vida me trouxe para Belterra, mas paixão é paixão, e eu continuo com o carimbó. Nosso grupo de carimbó participa de vários Festivais na região, em Santarém, em Alter-do-chão no Festival Sairé somos item nota 10 do Boto Rosa, entre outros. Deixo aqui minha gratidão e minhas homenagens aos lutadores deste reconhecimento. Parabéns!!!!!!

  2. leiliane ferreira disse:

    estou fazendo um trabalho de educaçao fisica e quero sabe essa dança e pretominate de que regiao ou lugar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s