RÁDIO PELA EDUCAÇÃO: "UM RECURSO, ONDE NÃO HÁ RECURSO".

O projeto Rádio Pela educação surgiu em fevereiro de 1999, a partir de uma proposta apresentada pela Diocese de Santarém, ao Fundo das Nações Unidas para a Infância – Unicef. O projeto tem como meta contribuir para melhorar a qualidade da educação, bem como, a qualidade de vida de crianças e de adolescentes no ensino fundamental nos municípios onde o programa é desenvolvido.

O programa de rádio “Para Ouvir e Aprender” é a principal ação do projeto, veiculado na Rádio Rural de Santarém. Vai ao ar às segundas, quartas e sextas-feiras nos horários de 7h30min às 8h00 e de 14h05min às 14h35min, sendo direcionado a alunos(as) de 1ª a 4ª série do ensino fundamental.

Durante trinta minutos, o programa leva para a sala de aula informações sobre educomunicação, educação ambiental, direitos das crianças e dos adolescentes, que contemplam a realidade da Amazônia, a voz das crianças, dos adolescentes, dos professores e dos comunitários.

A partir do programa se tem um processo de educação, informação e intercâmbio de experiências na construção do conhecimento, bem como contribuir com novos conteúdos e métodos pedagógicos.
Hoje o projeto atua nos municípios de Santarém, Juruti e Monte Alegre, atendendo a 80 escolas e cerca de quatro mil alunos nos três municípios do Baixo Amazonas.

A professora Yaiala Ferreira de Miranda, da escola Sansão da Silva, da comunidade Igarapé do Anta, no planalto santareno, disse que optou pelo Projeto Rádio pela Educação porque trabalha numa área de difícil acesso, onde não se tem muitos recursos, e o projeto proporcionou nova dinâmica na educação do campo. “O Rádio Pela Educação é um recurso onde não há recurso. Porque nas escolas da área de planalto, nas áreas de difícil acesso, nós não dispomos de muitos recursos, principalmente para turmas pequenas. Então você precisa ter muitas idéias, precisa ter um aparato didático muito bom para chamar a atenção daquela criança, porque ela está lá longe de luz elétrica, longe de televisão, de DVD, longe de todos os recursos que hoje as escolas da zona urbana possuem. Então o Radio pela Educação, ele vem somar a essa realidade da criança, que vai poder escutar dentro da escola o Para Ouvir e Aprender”, afirma a professora, que trabalha há dois anos com 22 alunos numa turma multiseriado.

O projeto realiza outras ações que ajudam no desenvolvimento de crianças e adolescentes da região. Uma das ações é a Rede de Repórteres Educativos que fazem reportagens sobre as atividades desenvolvidas em suas escolas e em suas comunidades, sendo agentes protagonistas de sua própria história. Atualmente são 15 crianças e adolescentes das escolas de Santarém, área urbana e planalto. A partir do próximo ano a Rede de Repórteres vai ser ampliada para os demais municípios que fazem parte do Projeto.

A Rede de Repórteres Educativos também influencia na profissionalização de adolescentes. Um dos primeiros repórteres da Rede foi o jovem Genildo Júnior, hoje repórter do setor de jornalismo da Rádio Rural de Santarém. Outro exemplo é a adolescente Keliane Tomé, que hoje apresenta o jornal informativo do programa. “É maravilhoso ser repórter educativo do Projeto Rádio Pela Educação, é algo sem explicação. Aqui eu aprendi ter menos medo de falar, aprendi a falar com o público, conheci pessoas novas e percebi que o rádio não é um bicho de sete cabeças”, afirma a adolescente que sonha ser uma jornalista no futuro.

Em 2009, o Projeto Rádio Pela Educação comemora 10 anos de fundação. O III Encontro abre as comemorações desta iniciativa que vem dando certo na Amazônia.
Foto: Joelma Viana
Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

2 respostas para RÁDIO PELA EDUCAÇÃO: "UM RECURSO, ONDE NÃO HÁ RECURSO".

  1. Gostaria de conhecer melhor esse trabalho teria como fazer uma entrevista com algum dos reporteres ou alguem responsavel pelo projeto que pudesse me responder algumas questões importantes,pois sou aluna de um curso de pedagogia e estou realizando uma pesquisa sobre a utilização do radio nas escolas como um auxílio no processo de ensino-aprendizagem e tambem como um meio de aproximação entre os grupos sociais. Agradeço desde já a ateñção

  2. taty disse:

    Parabéns a todos vcs q fazem parte desse maravilhoso projeto, hoje faço uma especialização em midias na educação, e nesse momento estamos pesquisando o rádio na educação, e achei vcs com esse maravilhoso projeto que servirar de exemplo para defender essa midia tão antiga mais q nunca perderar seu prestigio e sua força na comunicação, na educação e na busca pela cidadânia. PROFª tATIANA BRAGA(BRAGANÇA-PARA).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s