ÍNDICE DE DISCRIMINAÇÃO RACIAL NO BRASIL AINDA É PREOCUPANTE

A situação de racismo no Brasil – com destaque para a presença da discriminação em comportamentos cotidianos – ainda é preocupante.

A avaliação é do representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, Vincent Defourny.

Durante a abertura da Conferência Regional das Américas para a revisão da 1ª Conferência Mundial contra o Racismo, ontem em Brasília, Defourny ressaltou alguns avanços brasileiros, como a implementação da Lei 10.639, que torna obrigatório o ensino da cultura e da história africanas na rede pública de ensino.

Ele alerta, entretanto, para a necessidade de se ampliar as políticas públicas voltadas para a erradicação da discriminação racial. Já Marie Pierre Pourier, representante do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) no Brasil, lembra que o País é uma nação que busca ser “de todos”, mas que a análise de indicadores sociais mostra uma situação de desigualdade racial. A mortalidade infantil em crianças brancas, segundo ela, é consideravelmente menor do que a registrada em crianças negras.

Além disso, o acesso de crianças e adolescentes à escola, mesmo já alcançando 98% da população, é complicado: dos 660 mil alunos brasileiros fora da sala de aula, 450 mil são afrodescendentes. Fonte:

Fonte: Agência Andi
Foto: Arquivo Projeto Rádio Pela Educação
Anúncios
Esse post foi publicado em Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s